bicicletas em condomínio

As bicicletas são uma excelente alternativa para o trânsito que parece só aumentar. Além do benefício físico, o uso das bikes evita os terríveis congestionamentos. Com o aumento desse meio de transporte, os condomínios precisam de algumas mudanças para atender seus moradores.

Muitas vezes os condôminos querem começar a usar as bikes como meio de transporte e alguns problemas começam a aparecer com as bicicletas em condomínio.

Por isso preparei esse texto explicando algumas das situações mais recorrentes nos condomínios para ajudar o síndico a lidar da melhor forma e assim garantir a boa convivência. Separei os temas da seguinte maneira:

Se você é síndico e está pensando em fazer um bicicletário ou quer saber como lidar com questões relacionadas as bicicletas em condomínio, não deixe de ler esse post. Vamos lá!

Bicicletário em condominio

Ao perceber que os condôminos utilizam bicicletas como meio de transporte, a criação de um bicicletário pode ser a melhor solução ao invés de deixá-las em áreas comuns, nas  vagas de garagem ou ter o incoveniente de guardar no apartamento.

Além de garantir um maior conforto para os moradores, a instalação de um bicicletário garante que as bicicletas fiquem em segurança.

O primeiro passo para implementação de um bicicletário é discutir o tema com os condôminos em assembleia. Saber quantos moradores tem bicletas, se tem a real necessidade, onde poderiam ser guardadas as bikes e se o condomínio tem esse espaço.

Como enfrentar a falta de espaço?

Essa é uma situação bem complicada para os condomínios já existentes. Muitas vezes o condomínio não tem espaço suficiente para alocar uma bicicleta por unidade, tornando o projeto inviável.

Porém, mesmo com pouco espaço é possível montar um bicicletário em seu condomínio, uma vez que existem algumas opções interessantes.

Como é o caso da instalação de ganchos nas paredes da garagem. Por mais que seja difícil para crianças e idosos guardarem as suas bikes, esse tipo de instalação não necessita de muito espaço.

Para os edifícios com mais espaço, podem ser instalados tanto bicicletários de chão quanto os de parede. Explico mais a fundo sobre esses tipos de bicicletários na sequencia do texto.

Qual o quórum para aprovação de um bicicletário?

Ao se analisar se vale a pena instalar um bicicletário e se o condomínio tem espaço suficiente, deve-se aprovar a instalação do bicicletário em assembleia.

O quórum necessário varia; quando nenhuma área do condomínio é alterada, basta a maioria simples dos presentes na assembleia.

Se for preciso alterar alterar alguma área comum, então será necessário 2/3 dos condôminos, já que a convenção do condomínio deverá ser alterada.

Feita a votação e aprovada a instalação do bicicletário, chega o momento de escolher o tipo de bicicletário que melhor irá atender seu edifício!

Bicicletário: Qual modelo escolher?

Como já falei, o modelo ideal para o seu edifício vai variar de acordo com o espaço disponível que você tem. Esistem 3 modelos mais comuns:

Bicicletário de gancho (suspenso):

É o que menos ocupa espaço, para cada  metros cabem 10 bicicletas e cada gancho tem uma argola para passar o cadeado. O valor fica entre R$ 600 (10 vagas) e R$ R$ 1,7 mil (20 vagas), de acordo com o modelo.

Bicicletário de chão (de roda):

Ocupa um pouco mais de espaço, porém é bem mais fácil de estacionar as bikes. O modelo de chão, com cinco vagas, custa em média R$250.

Bicicletário U invertido:

Também conhecido como semi-círculo, o bicicletário em forma de U invertido é uma ótima solução, oferece segurança e estabilidade para as bikes.

Posso andar de bicicleta no condomínio?

Esse é um ponto que pode gerar muitos atritos no condomínio. Posso andar de bike nas áreas comuns, na garagem?

Essas questões devem estar estabelecidas no regimento interno e na convenção do condomínio. Ok, mas e se não tiver nada a respeito? Bom, nesse caso o síndico deve convocar uma assembleia e, em conjunto com os moradores, definir quais serão as regras no condomínio.

Caso não tenha nada previsto no regulamento do edifício, o síndico não pode definir onde pode e não pode andar de bike e notificar os moradores. Do mesmo jeito que os moradores devem ter o bom senso de que andar de bicicleta próximo a piscina ou na garagem pode ser muito perigoso.

O importante aqui é que as regras para andar de bicicleta sejam bem definidas na assembleia e que esteja tudo bem descrito no regimento interno e na convenção para que posteriormente não se tenham conflitos.

O condômino pode ser impedido de ter sua bike na garagem?

Em tese, o condômino pode ser impedido se a convenção do condomínio proibir a guarda. Se está dentro de um condomínio e não tem automóvel então pode usar a vaga para guardar a bike. Se tem um automóvel e quer guardar isso não necessariamente é permitido.

Se a convenção não tiver restrição, o síndico deve sempre ver a necessidade e trazer a tona em assembleia para que se tenha um consenso e uma definição.

Posso parar a minha bicicleta atrás da minha vaga?

Em tese a vaga deve ser exclusiva para guarda de um automóvel, mas isso não é absoluto. Em alguns condominios é permitido. Se a convenção não permitir e os moradores sentirem a necessidade de mudança, uma assmnleia pode ser convocada para analisar a situação.

Caso não tenha nenhum impeditivo na convenção, o bom senso deve prevalecer. Caso tenha espaço e não interfira na vaga de outro morador, porque não permitir que guarde sua bicicleta nessa vaga?

Posso guardar quantas bikes na minha vaga?

Se está substituindo o automóvel, deve ser colocada apenas uma bicicleta, porque o que traz a convenção do condomínio é que a vaga está destinada para apenas um automovel.

Deve-se verificar a convencao do condominio, qual a politica do condominio e não deve-se exagerar, não prejudicar o direito alheio.

Se uma família que mora no edifício tem 3, 4 bicicletas e o condomínio não tem um bicicletário, é importante uma conversa com o síndico ou até mesmo levar em assembleia para definir se seria possível deixá-las na vaga de garagem.

Lembrando sempre que isso não pode interferir na vaga do outro condômino.

O morador pode guardar a bike na área comum do prédio?

Quando não se tem um bicicletário no condomínio, surge uma questão complicada. Posso deixar na área comum do condomínio?

Isso vai depender de uma autorização do condomínio. Se não tiver essa autorização, o síndico pode exigir a retirada e caso haja reincidência, uma multa poderá ser aplicada.

O condômino pode deixar a bicicleta na sacada?

A bicicleta na sacada altera a faixada, da mesma maneira que uma pintura, ou colocar móveis. Isso altera a concepção arquitetônica que traz um prejuízo para o condominio. Então não é permitido que se deixe a bicicleta na sacado do apartamento.

E se colocar ela abaixada?

Em tese não pode. Deve ser analisado caso a caso, mas mesmo assim pode ser impedido de se colocar a bike abaixada na sacada.

Bicicleta no elevador: Pode ou não pode?

O síndico não pode proibir o transporte de bicicletas no elevador. A bicicleta é como uma carga, um objeto como outro qualquer. O síndico não pode legislar sobre o que você leva ao seu apartamento.

O condomínio não pode restringir o transporte de objetos pelo elevador. Os devidos cuidados devem ser tomados, da mesma maneira que se transportar qualquer outro objeto.

Caso aconteça algum dano no elevador devido ao transporte da bike, o condômino deve ser responsabilizado e deverá fazer o ressarcimento do prejuízo causado ao condomínio.

Roubos e furtos dentro das unidades ou das áreas comuns

Um ponto bem desagradável e que muitas vezes acontece, é em relação ao furto ou roubo de bicicletas em condomínio. Se você passou por isso ou um condômino do seu edifício foi furtado, deve-se saber que a responsabilidade não é do condomínio.

Quem deve ser responsável pela guarda da bicileta é o condômino. Então, infelizmente, quem fica com o prejuízo é o dono da bike.

Conclusão

As questões de bicicletas em condomínio podem gerar alguns conflitos entre moradores, mas você como síndico deve estar preparado para lidar com isso. Espero que esse post tenha te ajudado e agora você possa garantir que os condôminos vivam em harmonia.

E para garantir isso, preparei um texto em que mostro como conviver bem com os condôminos respeitando as regras do condomínio. Veja aqui:

◊   7 Dicas Para Conviver Bem Respeitando as Regras de Condomínio

Comments (4)

  1. Olá boa noite. Não condomínio aonde eu moro tem o gancho e o de chão. Porém 90% das bicicletas está quebradas ou com o pneu mucho. O síndico falou que não pode fazer nada. Eu vou trabalhar com a bicicleta,porém deixo no pior lugar. Gostaria de deixar no chão pois é melhor para eu tirar e colocar todos os dias. O síndico não pode fazer nada msm?

    1. Olá Rogério,
      As vagas das bicletas foram sorteadas? Como funciona a divisão aí?
      O que posso te aconselhar é que você entre em contato com algum morador que esta com a bike estragada ou com o pneu vazio e peça para trocar de lugar com a sua. Acredito que assim você resolve isso mais fácil e rápido.
      Espero ter ajudado!
      Um abraço!

  2. Olá! No meu prédio não tem vaga de bicicleta, porém cada morador tem um quarto no térreo será que posso guardar do lado de fora desse quarto a minha bicicleta

    1. Olá Shirley,
      Isso vai depender das regras do seu condomínio. O síndico pode proibir caso a bicicleta atrapalhe na movimentação das pessoas. è interessante perguntar para o síndico para que não tenha maiores problemas.
      Dentro do quarto não é possível colocar a bicicleta?
      Espero que tenha ajudado!
      Um grande abraço,
      Rodrigo Arbache

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This