regras do condomínio

Viver em condomínios exige o respeito a várias regras preestabelecidas em reuniões que contaram com a participação dos próprios moradores, sejam eles atuais ou antigos. Da presença de pets em determinados locais a barulhos excessivos após as 22 horas, as regras do condomínio são bem abrangentes e merecem a devida atenção de todos.

regras de convivência em condomínio

Afinal, elas são criadas de olho em um ponto importantíssimo na vida em sociedade: o bem-estar coletivo.

Isso porque, no mesmo espaço, existem pessoas de gostos diferenciados e de personalidades bem distintas, ou seja, o bom senso precisa sempre entrar em campo.

Para você conviver harmoniosamente em seu condomínio, elaborei este post com algumas regras que, certamente, farão a diferença no dia a dia, principalmente para manter o bom relacionamento entre os condôminos. Vamos a elas!

1. Respeite as regras do condomínio nas áreas de uso comum

Em todos os condomínios, a utilização das áreas de lazer, como churrasqueiras, piscinas, saunas ou salões de festas conta com regras específicas e que devem estar presentes no regimento interno do condomínio.

Em determinados locais, visitantes não podem entrar na água ou a reserva do salão de festas deve acontecer com, no mínimo, 15 dias de antecedência da data do evento.

Independentemente de quais regras vigoram em seu condomínio, o respeito é a palavra-chave. Para sempre ficar em dia com suas obrigações, leia atentamente o manual do morador e participe das assembleias mensais. Afinal, mudanças podem ocorrer.

No mais, seja rigoroso na aplicação das normas. Isso porque após um evento promovido por sua família pode acontecer outra festa no mesmo local.

Ou seja, é preciso sempre deixá-lo bem limpo, respeitando o horário combinado.

Ao receber visitantes, explique as regras que devem ser seguidas, como locais apropriados para fumantes, onde as crianças não devem ir, se é permitida ou não a entrada deles na piscina, entre outras.

Deixe tudo bem claro para evitar possíveis problemas com outros moradores.

Em dias de festa, evite excessos, como o som alto ou a sujeira pelo chão. Lembre-se sempre de que o uso dos espaços é coletivo!

2. Evite barulhos em horários inadequados

Possivelmente, este seja o principal problema enfrentado em prédios ou condomínio de residências. Muito além dos barulhos excessivos após as 22 horas, existem outros incômodos em horários considerados inadequados.

Podemos citar uma reforma com paredes ou pisos quebrados iniciando às 7 horas. Será que o seu vizinho ficaria feliz?

Imagine um morador que trabalha na escala noturna da empresa, que chega em casa por volta das 6 horas. Sem dormir a noite inteira, qual seria a sensação dele ao ouvir marretadas em plena manhã?

Uma boa dica é conhecer os seus vizinhos e também a rotina de cada um deles. Assim, é possível estabelecer horários adequados para cada situação.

Evite, ainda, barulhos como som alto, gritos ou brigas constantes, principalmente após as 22 horas.

Se o seu filho está aprendendo a tocar guitarra ou outro instrumento musical, por exemplo, peça para que os ensaios aconteçam em horários que não tragam críticas dos vizinhos. Por isso, o bom senso é sempre necessário.

3. Faça o controle da entrada de visitantes

Seja em dia de festa ou por causa de algum serviço que será executado em sua casa ou apartamento, a regra do condomínio é sempre informar à portaria sobre quem vai entrar.

Portanto, deixe o nome e o número do RG das pessoas que entrarão em seu condomínio.

Essa atitude pode ajudar a evitar possíveis roubos ou furtos, que geralmente acontecem quando estranhos conseguem uma brecha nas regras.

Afinal, todos os moradores são responsáveis pela segurança no condomínio e as normas são estabelecidas exatamente para evitar percalços que possam trazer más notícias.

Dentro das regras de segurança, nunca abra o portão para estranhos e não deixe carros sem a identificação do condomínio entrarem. Sempre peça orientação aos porteiros ou seguranças e não tome atitudes impulsivas.

4. Tenha atenção com os seus pets

Atualmente, a maior parte dos condomínios permite a presença de pets, como cachorros, gatos, pássaros diversos, entre outros. No entanto, existem regras específicas. Uma delas é sobre os locais permitidos para passeio com os cães e gatos.

Geralmente, eles não podem ser levados aos parquinhos ou próximo da piscina. Independentemente de quais forem as normas em seu condomínio, a dica é segui-las.

Veja mais em:

◊   Animais em Condomínio: Como Acabar com os Conflitos?

Leve sempre um saquinho para limpar possíveis sujeiras deixadas pelo caminho e treine o seu pet desde pequeno a não latir em demasia.

Afinal, trata-se de um problema que causa inúmeros conflitos entre moradores. Caso o seu cão seja de raças mais bravas, como Pitbull ou Rottweiler, use sempre a focinheira e correntes adequadas quando sair com eles.

Como a entrada e a saída dos pets, geralmente, é permitida somente nos elevadores de serviço, faça valer a regra e busque sempre conversar com seus vizinhos para manter o bom relacionamento.

5. Use adequadamente os elevadores

A utilização dos elevadores também deve seguir regras no condomínio, principalmente para conscientizar as crianças sobre as atitudes corretas.

Isso porque muitos pequeninos brincam com os botões, situação que pode gerar danos e até mesmo prejudicar quem está à espera do equipamento para uma emergência.

Portanto, converse com eles sobre o correto uso do elevador. Além disso, é preciso respeitar o limite de peso, ou seja, se houver mais gente do que o número permitido, deixe quem chegou antes subir primeiro. Ou faça valer o respeito pela idade dos moradores, sempre abrindo espaço aos idosos.

Outra orientação imprescindível é divulgar no equipamento algumas regras do condomínio. Trata-se de um local ideal para um informativo impresso ou digital.

6. Respeite as regras da garagem

Entre as regras do condomínio, as da garagem podem causar constantes discussões. Observe no regimento interno do condomínio quantas vagas são permitidas por morador e se existe a possibilidade de compras de mais espaços para os veículos.

Veja tudo sobre o assunto em:

◊   Garagem em Condomínio: O Que Você precisa Saber a Respeito? 

Veja se há locais para motos, bicicletas, jet ski, enfim, fique por dentro de tudo. Respeite, ainda, os limites de velocidade. Dessa maneira, certamente você evitará muitas dores de cabeça.

7. Conviva bem com moradores e funcionários

A boa convivência é essencial nas regras do condomínio. Portanto, cumprimente os funcionários fixos e terceirizados, zelador, moradores e visitantes, respeitando a entrada e saída de pessoas autorizadas.

Prive sempre pelo bom senso e participe das decisões internas, ou seja, compareça nas reuniões e tenha voz ativa em busca das melhorias reivindicadas.

Assim, certamente as regras do condomínio sempre serão respeitadas, fazendo com que o dia a dia fique mais harmônico e humanizado.

Sabendo que os animais, frequentemente, causam conflitos nos condomínios, saiba como acabar com esse problema acessando nosso outro artigo sobre o assunto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This