vizinho barulhento

O seu vizinho é muito barulhento? Descubra o que fazer!

O lar é o lugar onde devemos ficar confortáveis para descansar e ficar à vontade. Quando isso não é plenamente possível, algo de errado está acontecendo e uma solução deve ser buscada. Um exemplo é a existência de um vizinho barulhento que, infelizmente, todos estamos sujeitos a ter.

Vizinho barulhento

Com o intuito de ajudar você quanto a essa questão, elencamos neste post algumas dicas para seguir e se livrar desse problema. Continue lendo o texto e veja quais são as dicas e como aplicá-las!

Mantenha sempre o diálogo

O diálogo é um instrumento para a resolução de conflitos que sempre deve ser buscado inicialmente. Muitas das confusões existentes no condomínio são fáceis de serem resolvidas e uma boa conversa pode auxiliar para que o problema seja sanado.

É importante que essa prática seja divulgada e incentivada pela administração do condomínio para que os moradores também sigam o exemplo.

Busque por soluções práticas e reais

Apesar da irritação justificável por ter um vizinho barulhento, agir de forma irracional não ajuda ninguém.

Dessa forma, antes de tomar qualquer atitude você deve esfriar a cabeça e buscar por soluções práticas e reais, seja enquanto morador, seja enquanto síndico.

Entre essas soluções, destacam-se o diálogo com o vizinho barulhento e, caso não dê certo, estude medidas junto à administração do condomínio para punir o mau vizinho, seja por meio de regras internas, seja via judicial.

Evite discussões e confronto

Ao propor a mudança de comportamento do vizinho barulhento, evite tomar uma atitude de afrontamento e discussão, pois isso, além de expor você e sua família à retaliações, pode agravar o problema do barulho por pura teimosia e provocação.

Por outro lado, com contatos amigáveis e assertivos, explicando ao vizinho barulhento o seu ponto de vista, a chance de ter o problema resolvido é maior.

Lembre-se: às vezes o vizinho pode estar sendo barulhento sem maldade. Há a chance de ele estar mal-acostumado com a vida em condomínio ou simplesmente estar passando por um momento difícil.

A empatia pode ser o melhor caminho para resolver o problema para ambos.

Entenda o outro lado

Como falamos, a empatia é um passo necessário para a resolução do conflito e para um bom convívio. Às vezes o barulho pode estar acontecendo por conta de bebês recém-nascidos ou por conta de animais.

Estude formas de melhorar a questão e que atendam a todos, como a indicação de adestramento para os animais, por exemplo.

Conheça as regras do condomínio

As normas do condomínio podem e devem fazer limitações quanto ao barulho produzido pelos moradores.

Para isso, podem ser adotadas regras quanto aos horários permitidos para colocar música alta e até mesmo definir qual seria um volume adequado para cada caso.

Procure por medidas jurídicas cabíveis a serem tomadas contra vizinhos barulhentos

Caso a conversa amigável não dê resultados, recomenda-se que você chame a polícia. Caso o vizinho não se intimide e continue o seu comportamento, a justiça comum deve ser procurada para que, mediante ordem judicial, o vizinho cesse o barulho.

A principal lei que ampara o morador nesse sentido é a Lei do Silêncio, que tem variações de acordo com cada cidade. Lembre-se que essa medida é a última opção, caso as dicas anteriores não apresentem resultados.

Powered by Rock Convert

O processo judicial costuma ser traumático e só deve ser requisitado em caso de insistência do mau comportamento pelo vizinho barulhento!

Entenda a Lei do Silêncio em Condomínio

A Lei do Silêncio é um conjunto de normas federais, estaduais ou do próprio local para evitar o excesso de barulho — o que perturba vizinhos e pessoas que estejam próximas e que querem ou precisam de silêncio.

É importante entender que não existe uma lei única e específica para o silêncio. Na verdade, são os estados que estipulam medidas para esse fim, para manter a paz entre seus moradores.

Se quiser entender um pouco mais a fundo, recomendo a leitura desse post:

◊   Conheça a Lei do Silêncio em condomínios e Todas as suas regras!

Multas e advertências para quem faz barulho em condomínio

Em caso de barulho em condomínio, que seja facilmente constatada a infração, o morador incomodado deve primeiro encaminhar a sua reclamação e anotá-la no livro de registro de ocorrência do condomínio.

Uma advertência verbal é o primeiro passo que o síndico deve tomar.

O síndico deverá enviar uma advertência formal caso o vizinho persista em fazer barulho. Essa serve, inclusive, de respaldo no caso de uma ação judicial.

Se o vizinho barulhento insistir na infração, uma multa deverá ser aplicada, de acordo com o que está na Convenção e no Regulamento Interno do condomínio.

Lembre-se que, para chegar na multa, é extremamente importante saber qual é o tipo de barulho qual a forma que foi feita aquela infração e ter tudo muito bem fundamentado, para que não se tenha problemas futuros.

Onde reclamar dos vizinhos barulhentos?

Se o seu vizinho não está respeitando as leis, você deve procurar os órgãos responsáveis para que isso seja solucionado.

Para cada município funciona de uma forma, já que se tratam de Leis Municipais. Separei aqui algumas cidades:

São Paulo: As denúncias podem ser feitas nas subprefeituras, pelo telefone 156, ou pelo SAC da prefeitura de São Paulo.

Distrito Federal e Brasília: No Instituto Brasília Ambiental (Ibram), pelo telefone 156, ou preenchendo formulário disponível no site do Ibram.

Rio de Janeiro: Central de Teleatendimento, telefone 1746 (prefeitura municipal); ou Disque Barulho: (21) 2503 2795. Detalhamento no site da prefeitura.

Belo Horizonte: O munícipe pode registrar a reclamação pelo Disque Sossego, por meio da Central de Atendimento Telefônico 156. Vale também entrar no site da prefeitura de Belo Horizonte.

Conclusão

Sendo assim, o vizinho barulhento é um problema grave demais para o bem-estar do seu condomínio.

Aplique as dicas para tentar sanar o problema e, caso o problema insista, não se intimide e adote medidas judiciais para resolver o problema e preservar a qualidade do condomínio como um todo!

Agora que você já sabe quais medidas tomar para inibir o vizinho barulhento, veja quais dicas seguir para manter uma boa relação entre síndico e condôminos!

2 comentários em “O seu vizinho é muito barulhento? Descubra o que fazer!”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima