Serviço de porteiro

Saiba quais são todas as funções realizadas no serviço de porteiro

O serviço de porteiro é muito importante para o bem-estar de um condomínio. Por mais que às vezes sua relevância seja questionada, ele tem um papel amplo, indo além de simplesmente estar atento ao movimento da portaria.

Esse profissional pode contribuir com diversas etapas muito comuns ao dia a dia de um condomínio. Sem ele, várias atividades deixam de ter uma pessoa responsável fiscalizando o andamento.

Você vai ver neste conteúdo como o serviço de porteiro é primordial, entendendo melhor todas as funções que ele desempenha. E no final ainda mostro o que não é função do porteiro.

Confira!

Controlar o fluxo de pessoas

O serviço de porteiro por muito tempo foi limitado somente ao controle de quem sai e quem entra em um condomínio.

De fato, hoje há muitas outras possibilidades, mas essa ainda é uma das mais importantes funções desse profissional. Na maior parte do seu expediente será essa sua obrigação.

Quanto aos moradores, é importante que o porteiro esteja sempre observando o movimento da rua e esteja à disposição para ajudar com alguma coisa, além de controlar a abertura e o fechamento dos portões, garantindo a segurança do condomínio e dos condôminos.

As visitas também são bastante comuns, e o porteiro não só pode como deve fazer um controle mais rigoroso, sabendo exatamente qual o nome dessa pessoa, em qual apartamento ela vai e, naturalmente, checar com o morador se o visitante está autorizado.

Essa função básica, mas fundamental, é de extrema importância para a segurança de todos.

Receber e repassar encomendas e correspondências

Quando o serviço postal e de encomenda chega, o mais comum é que os volumes sejam entregues diretamente ao porteiro, tendo em vista que ele tem acesso a todos os condôminos e pode fazer o aviso de chegada, ou até mesmo a distribuição dos itens.

Isso economiza tempo e tem se tornado a prática mais adequada.

Dessa forma, o serviço de porteiro nessa etapa se faz importante, já que ele conhece horários dos moradores, localização dos apartamentos e geralmente conta com a confiança para receber os objetos.

Essa prática é muito melhor do que deixar alguém entrar no prédio ou demandar que o morador desça para buscar. Além disso, o porteiro pode organizar o repasse da melhor forma, até mesmo combinando previamente com cada morador.

Com o porteiro concentrando o recebimento de tudo, é muito mais fácil uma organização ser feita para haver a distribuição após o recebimento.

Verificar a entrada e saída de profissionais prestadores de serviço

O porteiro tem atenção redobrada com a entrada de qualquer pessoa que não seja moradora do condomínio. Esse é um fato recorrente e bastante comum à rotina de um prédio, especialmente no que diz respeito à prestação de serviços.

Diversos profissionais precisam ir aos apartamentos ou até mesmo nas dependências do condomínio para realizar reparos, manutenções ou qualquer outro tipo de atividade.

Nesse caso, o porteiro fica responsável por controlar a entrada desses profissionais, colhendo todos os dados possíveis, entendendo o que ele vai fazer no prédio e em qual apartamento ele vai.

Também fica como serviço de porteiro checar com o morador essas mesmas informações, para saber se estão condizentes com o que foi dito pelo profissional.

Todo esse controle oferece maior segurança para o condomínio em si, pois o porteiro está sempre alerta a quem está transitando nas dependências, mesmo que essa permanência seja apenas temporária.

Observar a organização do condomínio

Hoje o porteiro, de certo modo, também acumula um pouco das demandas de um zelador, dentro de suas possibilidades e de seu alcance.

Até onde o porteiro pode ir, tendo em vista que não dá para abandonar o posto por muito tempo, ele deve zelar pela organização do condomínio.

Tenha um site incrívelPowered by Rock Convert

Isso diz respeito à portaria, mas também ao comportamento dos moradores ao transitarem pela área.

Por isso, é fundamental que o porteiro tenha bom trânsito entre os condôminos, mostrando-se sempre solícito para ajudar, educado na convivência, mas também firme e claro na hora de cobrar algo em relação ao descumprimento de algumas normas existentes para a boa convivência.

Desempenhando esse papel de forma segura, o serviço do porteiro será sempre visto com bons olhos e ele conseguirá mostrar para os moradores a sua importância no dia a dia do condomínio.

Manter a portaria limpa

A portaria é a cara do prédio, a primeira impressão, seja para quem sai, seja para quem entra. Geralmente ela é uma área bem decorada e cercada de cuidados que, muitos deles, ficam a cargo do porteiro.

Entre essas necessidades está a demanda de manter tudo muito limpo e bem cuidado.

É papel fundamental do porteiro manter seu posto de trabalho limpo e agradável, exatamente como uma portaria deve ser.

Ainda que ele não tenha autonomia para limpar, como pode ocorrer em alguns prédios, deve estar sempre atento a qualquer acontecimento do tipo para entrar em contato com a equipe responsável por essa parte.

A higiene do local também está muito ligada à ordem e, os moradores costumam estar atentos e darem grande valor a essa preocupação.

Operar e monitorar sistemas de segurança

Os sistemas internos de segurança fazem parte da estrutura e dos procedimentos de vigilância de um condomínio. O serviço de porteiro é peça-chave para que tudo ocorra bem.

Já que ele desempenha o papel de monitorar as atividades nas dependências, tendo autonomia para verificar câmeras e outras questões relevantes.

Para que tudo funcione da melhor forma, o porteiro se torna responsável por observar se todos os aparatos de vigilância e segurança estão em bom funcionamento, em alguns momentos até mesmo operando os sistemas.

Assim, sua atuação fica mais completa e vai além de apenas estar atento a quem entra, quem sai e quem passa na porta do condomínio.

E o que não é funcão do porteiro?

Como você pode ver, o porteiro deve exercer várias funções em um condomínio, mas existem certas coisas que não cabem a sua profissão.

Não é obrigação do porteiro manobrar o carro dos moradores ou ficar de olho nas crianças. Também não cabe ao porteiro levar as sacolas de compras para os moradores.

Além disso, em seu momento de trabalho não é sua função cuidar da manutenção do edifício. Essas tarefas cabem ao zelador.

Já são muitas as funções que o porteiro exerce, e para que as cumpra de acordo não pode realizar outros serviços que não são obrigatórios.

O porteiro muitas vezes acaba fazendo esses pequenos serviços por que acaba ficando sem jeito de dizer não.

Por isso o síndico tem o dever de controlar as atividades do porteiro e controlar o que os moradores pedem para que o porteiro faça.

Conclusão

Como foi observado, o serviço de porteiro segue sendo indispensável e é bem mais extenso e importante do que algumas pessoas possam imaginar.

Sendo assim, o síndico tem papel importante na hora de explicar essas obrigações e funções desse profissional quando for necessário.

Gostou deste conteúdo? Aproveite e nos diga nos comentários quais outras importantes funções que o porteiro do seu prédio costuma desempenhar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima