Gasto mensal com elevadores

Como saber se o gasto mensal com os elevadores está alto ou não?

Orçamento de serviço em elevadoresPowered by Rock Convert

Dentro da gestão financeira de um condomínio, um item que muitas vezes chama a atenção do síndico é a quantidade de dinheiro despendida com a manutenção dos elevadores.

A maioria das pessoas não tem referência para saber se o valor está alto ou não.

Então nesse texto vamos mostrar um pequeno passo a passo que é a forma mais objetiva e correta que conhecemos de você de fato determinar se o seu gasto com os elevadores está alto ou não.

Neste passo a passo a gente incluiu algumas etapas que vão evitar os erros mais comuns que os administradores cometem ao fazer essa análise.

Acredito que vamos te ajudar nessa dúvida! Vamos lá?

Conheça o seu gasto mensal atual

O primeiro passo é entender qual é o gasto que você tem hoje por elevador.

Some os gastos dos últimos 12 meses

Se você tiver as contas do seu condomínio organizadas, calcular o gasto médio mensal do elevador vai ser simples.

Localize todos os gastos efetuados com o elevador nos últimos 12 meses.

O importante nessa parte é se lembrar que os gastos não se resumem apenas no valor mensal pago pela manutenção.

Portanto, some:

  1. A mensalidade de manutenção dos 12 meses.
  2. Todas as trocas de peças e serviços adicionais que foram cobrados a parte no período.

Calcule o gasto por mês

Divida o valor por 12 e guarde esse resultado

Saiba qual é o nível de serviço que você está recebendo

O segundo passo é avaliar o nível de serviço que você está recebendo hoje.

Então responda a essas três perguntas, que são fundamentais nessa avaliação:

  1. A empresa atende bem e é solícita com as demandas que são realizadas?
  2. Os condôminos estão satisfeitos com o nível de funcionamento do equipamento?
  3. O serviço de manutenção da empresa já foi auditado por uma empresa externa (consultoria) e teve uma avaliação positiva?

Você precisa se atentar a isso, pois no mercado serviços de qualidade diferente são precificados de forma diferente. Mas, atenção: Não necessariamente a manutenção mais cara é a de maior qualidade.

A partir dessas três perguntas, perceba se o nível de serviço recebido hoje está satisfatório ou não para a demanda do edifício.

Colete um orçamento comparativo

Com essas duas informações na mão, de custo e qualidade, fica fácil de você descobrir se o seu gasto com os elevadores está alto ou não.

Powered by Rock Convert

O último passo é comparar com a proposta de um bom prestador de serviço na sua região.

Observação: É extremamente importante que você esteja comparando com um bom prestador. Lembre-se que se trata de serviço de manutenção. Ou seja, se você economizar contratando um serviço ruim, a conta mais cara vai vir depois.

Compare primeiro a qualidade

Como uma sugestão, ao conversar com uma nova empresa que venha ao seu prédio fazer a proposta, recomendo fortemente que você seja transparente tanto com relação ao histórico de custos e também com os desafios enfrentados com relação à empresa que hoje atua.

Lembre-se que uma relação de manutenção dos elevadores é para ser pensada como uma parceria a longo prazo.

Portanto a transparência e alinhamento logo de início é fundamental.

Tente conversar com alguém de cargo mais alto comercial dentro da empresa e perceba se a expectativa sobre o nível de serviço oferecido por essa nova empresa irá solucionar o diagnóstico que você fez anteriormente sobre a empresa atual.

Compare os Preços

Pronto, agora sim você já tem todas as informações que precisa.

Acreditamos que uma proposta comercial elaborada por uma empresa séria para o caso específico do seu prédio e após uma visita vai ser a melhor referência que você vai ter para comparar com o seu gasto atual, e determinar se ele está alto ou não.

Apesar de que os gastos de troca de peça são em certa medida imprevisíveis, a conversa com a empresa relatando sobre o histórico de custos já vai te dar alguma referência sobre o que esperar quando houver estes orçamentos adicionais.

Conclusão

Neste texto você viu que avaliar o custo com o seu elevador não é algo trivial. Mas também não é algo difícil.

Muitos administradores caem na tentação de obter uma resposta rápida para essa questão e acabam por fazer uma avaliação errada da situação.

Os erros mais comuns são:

  1. Não levar a qualidade como um fator crucial na comparação.
  2. Não saber com qual empresa comparar.
  3. Usar valores arbitrários de comparação com outros prédios sem levar em conta o caso específico do próprio elevador.
  4. Não levar em conta os custos com serviços adicionais e trocas de peça.

O interessante é que sabendo procurar, você encontra boas manutenções com um valor competitivo.

Seguindo o passo a passo que apresentamos, você vai chegar na resposta sobre o custo da forma mais objetiva possível.

E lembre-se sempre que havendo desentendimentos com relação a empresas de elevador, uma das formas mais efetivas de tratar esse problema é através de o trabalho de um consultor independente.

Quer saber um pouco mais sobre esse assunto? Veja aqui:

O que é Consultoria em Elevadores, e como ela pode ajudar?

Powered by Rock Convert

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima