Terceirização de serviços para condomínios

Uma boa gestão passa, inevitavelmente, pela otimização do tempo, pela redução dos custos e por melhor aproveitamento dos recursos materiais e humanos. Nos serviços para condomínios, a terceirização é uma alternativa que contribui para melhorar a eficiência de tudo o que é feito diariamente, trazendo mais qualidade.

Além da diminuição dos encargos trabalhistas, a opção pode, até mesmo, contar com um síndico formado em administração de empresas, com conhecimentos específicos para melhorar a organização de todos os afazeres, da segurança à jardinagem, passando pela manutenção dos elevadores e balancetes mensais.

Mas para que tudo saia dentro do planejado, é preciso tomar determinados cuidados no momento de fechar um contrato.

De olho na saúde financeira do seu condomínio, vamos mostrar, neste post, cinco cuidados que não podem ficar de fora na hora de escolher uma empresa terceirizada. Continue a leitura!

1. Verifique as cláusulas do contrato

Sabendo que a terceirização dos serviços para condomínios já está devidamente regulamentada pelo governo federal, a nossa primeira dica é que você analise cuidadosamente as cláusulas do contrato.

Isso porque podem existir pontos divergentes com os objetivos da sua gestão, ou seja: nada melhor do que uma leitura bem analítica de tudo o que será oferecido pelos serviços terceirizados.

Dessa maneira, verifique se o contrato estabelece os direitos e deveres de cada parte envolvida, os serviços que deverão ser de responsabilidade da contratada e as possíveis causas que possam gerar um cancelamento.

Esse ponto é muito importante, pois quanto mais liberdade o gestor tiver para prováveis mudanças de empresas, melhores serão os serviços prestados.

Analise se a contratada não estipula multas em caso de cancelamento do contrato ou se existe um prazo mínimo de permanência junto ao seu condomínio.

Além disso, o documento deve demonstrar quantos colaboradores serão direcionados para as diferentes áreas, como segurança, portaria, jardinagem, manutenção, entre outros setores.

Veja se a contratada demonstra a situação trabalhista dos funcionários. O síndico deve exigir, inclusive, as cópias das guias de recolhimento de INSS, do FGTS e demais encargos.

São atitudes imprescindíveis para evitar possíveis problemas na Justiça, isentando o condomínio de custos extras e de dores de cabeça que atrapalham uma boa gestão.

2. Revise o contrato rotineiramente

A revisão do contrato periodicamente contribui para melhorar a qualidade dos serviços para condomínios. Isso porque sempre existem mudanças na dinâmica do dia a dia.

A dica é contar com um gestor que não faça parte do quadro de funcionários da empresa terceirizada.

Assim, a supervisão dos serviços será feita de maneira mais qualitativa. Fora isso, o olhar de um profissional de fora contribui para melhorar as cobranças, sempre com foco na excelência de tudo o que é feito.

Dessa maneira, certamente os moradores ficarão mais satisfeitos, pois novas reivindicações poderão ser solicitadas por meio da revisão do contrato.

Por isso, a negociação com a contratada necessita de transparência. Afinal, determinados serviços podem ser realizados por mais de uma empresa terceirizada, principalmente se a contratada não estiver de acordo com as previsões dos condôminos.

Além disso, a revisão do contrato pode estabelecer novas diretrizes para melhorar o bem-estar dos moradores, corrigindo possíveis falhas cometidas ao longo de um determinado período.

3. Observe o histórico da empresa contratada

Como em todos os setores da economia, existem empresas que não possuem uma boa reputação no mercado. Nada melhor do que o gestor fazer uma pesquisa sobre o histórico da empresa terceirizada.

Para isso, cobre a apresentação cadastral e os documentos que demonstrem a competência da contratada, como contratos com outros condomínios, registro na Junta Comercial do seu Estado e também o antecedente criminal dos colaboradores.

Outra dica é realizar uma varredura na internet para saber se a empresa tem boa reputação. Analise comentários nas redes sociais e veja se não há processos trabalhistas em razão de possíveis desrespeitos a antigos colaboradores.

Ligue, ainda, para o gestor ou o síndico de outro condomínio onde a contratada atue e pergunte como são os serviços, o que acham da parceria, enfim, analise com detalhes a credibilidade da empresa. Dessa forma, o seu condomínio evitará inúmeros problemas.

Indicamos, também, a exigência de um seguro contra acidentes de trabalho ou reclamações trabalhistas. Tudo para resguardar o seu condomínio, preservando a saúde financeira.

4. Opte por empresas que pagam salários acima do piso

Você já ouviu dizer que o barato pode sair caro? Pois este ditado popular também entra em cena nos serviços para condomínios.

Isso porque quando uma empresa terceirizada paga baixos salários, acontece uma situação pouco convidativa: a rotatividade dos colaboradores.

Trata-se do tão temido turnover, que pode ser evitado por meio do pagamento de salários acima do piso, fazendo com que a qualidade seja sempre priorizada em todos os setores do seu condomínio.

Além de bons salários, é indicado que você escolha uma empresa que destina aos colaboradores outros benefícios, como cestas básicas e metas premiadas, a chamada meritocracia. São estímulos que motivam os funcionários, contribuindo com o bem-estar dos moradores.

Dessa maneira, o relacionamento entre colaboradores da terceirizada, funcionários do condomínio e moradores ficará bem mais saudável, evitando problemas rotineiros que atingem as empresas que não destinam benefícios reivindicados pelos trabalhadores.

5. Planeje o orçamento do condomínio

Sabendo-se que cada condomínio conta com uma realidade orçamentária, sempre é necessário realizar um planejamento das suas finanças para saber se a contratação da terceirizada está dentro da expectativa de investimentos anuais.

Por isso, analise com cautela o fluxo financeiro mensal, o índice de inadimplência e faça um cronograma sobre os prós e contra antes de assinar o contrato.

Também indicamos uma profunda discussão com os moradores para que todos participem do processo.

Afinal, a terceirização dos serviços para condomínios é indicada para melhorar a situação econômica, evitando processos trabalhistas e encargos com a folha de pagamento.

Colocando tudo na ponta do lápis, certamente as contas fecharão no azul, trazendo mais comodidade e qualidade nos afazeres necessários para o bem viver.

E para isso preparei um texto onde falo a respeito da gestão condominial, que você pode ver aqui:

◊   Síndico: Como Fazer uma Excelente Gestão de Condomínio?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This