incêndio no condomínio

Muito dos acidentes podem ser evitados, caso sejam tomadas medidas preventivas. Entre esses acidentes evitáveis, destaca-se o incêndio no condomínio, que pode ser devastador e apresenta diversas causas para o fogo se alastrar.

Saiba o que fazer em caso de incendio

Com o intuito de esclarecer melhor sobre esse assunto, preparei este artigo especialmente para você. Nele falo sobre as principais causas de incêndios em condomínios, além de apontar medidas preventivas e destacar o papel do síndico nesse processo. Separei pelos seguintes tópicos:

Por fim, dou algumas dicas sobre o que fazer caso ocorra um incêndio em condomínio. Confira!

Quais são as principais causas de incêndio no condomínio?

Incêndios em condomínios, geralmente, ocorrem devido à falta da manutenção na instalação elétrica, por conta do sistema de gás ou explosões de botijões. Há um antigo ditado que diz que “é melhor prevenir do que remediar”, então, antes de aprender sobre como lidar com incêndios, tome atitudes que vão no sentido se evitar que eles aconteçam.

Para isso, adote manutenções regulares nos sistemas de gás e elétricos do seu condomínio, utilize materiais não inflamáveis e conte com equipamentos de prevenção contra incêndio nos corredores e nas áreas comuns.

Prevenção e combate contra incêndio no condomínio

Para que você não tenha problemas com incêndio em seu condomínio, a melhor maneira é através da prevenção.

Check list de equipamentos de combate a incêndio

Preparei um check list que deve ser feito nos equipamentos de combate a incêndio no condomínio.

Extintores de incêndio

O número de extintores por andar varia de acordo com o tamanho do edifício, e devem atender as classes de fogo A, B e C.

Classe A: Extintor com água pressurizada, para medeira, papel, tecido.

Classe B: Extintor com pó químico seco, para líquidos inflamáveis.

Classe C: Extintor com gás carbônico, indicado para equipamentos elétricos, podendo ser usado para incêndios de classe A e B.

Os extintores devem ser recarregados anualmente e o síndico ou zelador devem conferir regularmente se houve despressurização dos aparelhos. O extintor Classe C deve ser inspecionado a cada seis meses, e recarregado se houver necessidade.

Alarmes de incêndio, detectores de fumaça e sprinklers

Instalação de grande importância para a segurança do condomínio.

Caso ocorra um incêndio, o alarme vai disparar e notificar os bombeiros. Detectores de fumaça e sprinklers também são importantes para garantir a ajuda antes que o fogo se alastre.

Hidrantes

Anualmente, deve ser feito um teste hidrostático nos equipamentos, evitando vazamentos ou despressurização. O registro do barrilete do hidrante deve ficar aberto e a caixa de hidrante não deve ter água.

Portas corta-fogo

As portas corta-fogo devem fechar completamente, sem obstruções. Precisam estar sempre fechadas mas nunca trancadas.

Mangueiras

É importante checar se a mangueira está em bom estado, sem desgastes ou furos e se está enrolada corretamente. Para dobrar, as conexões da mangueira com a tubulação de água e com o esguicho devem ficar para fora. Lembre-se que a mangueira não deve ficar conectada a tubulação.

A mangueira não deve ter água em seu interior, pois isso ocasionaria o apodrecimento do tecido da mangueira.

As mangueiras devem ser testadas anualmente por uma empresa especializada.

Sinalização

As escadas devem estar sinalizadas, desobstruídas e munidas com corrimões, pois são as principais rotas de fuga para casos de incêndios edifícios. As luzes de emergência também devem ser conferidas regularmente.

O que o síndico deve fazer para ajudar o condomínio quanto a questão de prevenção contra incêndio?

O síndico tem um papel fundamental na conscientização dos condôminos quanto às medidas a serem adotadas caso um incêndio ocorra. Devem ser feitas reuniões sobre o tema em assembleias, explicando o que deve ser feito em cada ocasião e como agir para que os efeitos do possível incêndio sejam mitigados.

Espalhe informações no condomínio sobre as atitudes a serem tomadas, como a proibição de utilização do elevador em caso de incêndio, entre outros.

Dessa forma, o incêndio no condomínio pode ser evitado. E caso ele aconteça, algumas dicas podem amenizar os seus efeitos. Para isso, informe todos os moradores e faça um esforço para educá-los sobre as medidas necessárias a serem tomadas em uma emergência.

AVCB – Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros

Primeiro preciso explicar o que é o AVCB. O auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros é um documento o qual prova que o condomínio está em dia com as normas de segurança e obrigações contra incêndio.

A renovação do AVCB varia de estado para estado. Em São Paulo, o prazo de vencimento para condomínios residenciais é de 5 anos e para edifícios comerciais, 3 anos. Confira em seu condomínio quando foi realizada a última vistoria e não deixe de se informar quanto a periodicidade que é exigida em seu estado.

São necessários alguns documentos para se obter o AVCB, separei todos para você:

ART de para-raios

A medição ôhmica do aparelho deve ser feita anualmente, de acordo com a lei. Deve estar assinado por um engenheiro eletricista. Preparei um post onde explico como deve ser feita sua manutenção e qual a legislação, veja em:

◊   Para-raio em condomínio: Como deve ser realizada sua manutenção?

ART das instalações de gás

É necessária a inspeção para analisar se o funcionamento está de acordo e se não há vazamentos.

Atestado da brigada de incêndio

Esse é um ponto em que muitos condomínios falham, em que o condomínio deve capacitar os moradores em como agir em caso de incêndio e como controlar o fogo até a chegada do Corpo de Bombeiros.

Laudo elétrico

Documento atestando o bom condicionamento das instalações elétricas do condomínio. Preparei um post onde explico a importãncia de realizar uma manutenção nas instalações elétricas e quais os sinais apresentados por uma instalação com problemas. Vale a pena conferir em:

◊   Instalação elétrica em condomínio: por que é importante estar atento?

Atestado dos sistemas de combate a incêndio

É necessário que o condomínio apresente um atestado que possui extintores, sinalização de emergência, hidrantes, portas corta-fogo devidamente instalados e dentro do prazo de validade.

Atestado do gerador

Atestado de que o gerador do condomínio funciona adequadamente, caso o condomínio tenha.

Para realizar o procedimento do AVCB, é necessário montar um projeto de segurança contra incêndios e enviá-lo para o Corpo de Bombeiros, que dará início ao processo. Após isso, o Corpo de Bombeiros fará uma vistoria no condomínio.

Existem empresas especializadas em ajudar condomínios com a regularização do AVCB, então peça orçamento de pelo menos três empresas antes de fechar um contrato.

O que fazer durante um incêndio em condomínio?

Agora, confira algumas dicas para você seguir e orientar os condôminos, caso ocorra um incêndio no condomínio.

Utilizar as escadas como rota de fuga

É importante ressaltar a todos que o uso dos elevadores nessas ocasiões deve ser proibido, e a utilização das escadas de emergência deve ser estimulada. Elas devem apresentar características como porta corta-fogo e vãos para exaurir a fumaça, conforme determinação de normas vigentes sobre a prevenção contra incêndio.

Usar equipamentos de combate a incêndio

Outro procedimento importante a ser adotado é a utilização de equipamentos de combates contra incêndios, como extintores e hidrantes.

Ligar para os bombeiros

Logo após adotar as primeiras medidas, como a tentativa de eliminar o foco inicial do incêndio e evacuar o local, ligue imediatamente para o Corpo de Bombeiros, informando o local em que está ocorrendo o incêndio.

Manter a calma

E o mais importante de tudo, mantenha a calma! Muitas situações ficam ainda mais complicadas quando entramos em desespero. Respire fundo e pense na melhor alternativa para a situação.

Conclusão

Agora que você já sabe as principais dicas para lidar com incêndio em condomínio, conheça outras dicas de segurança que você pode adotar desde já!

Preparei um material em que explico quais os principais pontos que o síndico deve estar atento para garantir a segurança do condomínio, veja em:

◊   Segurança em condomínio: 6 dicas que você precisa conhecer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This